Público da 35ª Festa das Nações foi de 57 mil pessoas

2259 Qu1605FesNac18(FotoPerigo)
Restaurantes da festa das Nações recebem público para almoço no fim de semana
18 de maio de 2018
HYUNDAI; HB20; WORLD CUP; 2018
Morador do Jardim São José é o ganhador do HB20 da 35ª Festa das Nações
29 de maio de 2018
Vista aérea da Festa das Nações, no Engenho Central, Piracicaba - FotoPerigo

Cinquenta e sete mil pessoas prestigiaram a edição 35 da Festa das Nações de Piracicaba, que aconteceu entre 16 e 20 de maio, no Engenho Central. A renda arrecadada com os restaurantes, quiosques, bilheteria e estacionamento será revertida para 21 instituições, para custear cerca de 50 projetos sociais que beneficiam mais de 12 mil famílias piracicabanas.

Público de domingo da 35ª Festa das Nações de Piracicaba

Público de domingo da 35ª Festa das Nações de Piracicaba

A 35ª Festa das Nações foi realizada pela Fenapi (Associação Cultural Festa das Nações de Piracicaba) e pela Casa do Bom Menino, com uma parte dos recursos oriundos da Lei de Incentivo à Cultura, do Ministério da Cultura, e promovida pela Prefeitura de Piracicaba, por meio do Fussp (Fundo Social de Solidariedade de Piracicaba), com organização da Secretaria Municipal de Governo e Desenvolvimento Econômico.

Gostaríamos de agradecer ao público que se fez presente na Festa das Nações, aos patrocinadores, aos organizadores e aos quase 7.000 voluntários que se dedicaram a esta edição, que foi um sucesso nos cinco dias. Com os recursos captados, as instituições poderão complementar sua receita anual e desenvolver com mais tranquilidade os seus projetos sociais, tão importantes”, avalia o prefeito Barjas Negri.

Grupo de Samba de Lenço de Piracicaba

Grupo de Samba de Lenço de Piracicaba

APROVADA PELO PÚBLICO – A gastronomia de 14 nações, muita música, dança, diversão e estrutura formada por 160 tendas que, somadas, ocuparam 12 mil metros quadrados de cobertura. Com esses itens, a Festa das Nações agradou o público. Os amigos Ana Cristina Pelegrino, de Piracicaba, Denise Alves, de São Paulo, e Alexandre Diniz, de Minas Gerais, aproveitaram para curtir o domingo no Engenho. Eles almoçaram sob a tenda de 660 metros quadrados, instalada no grande pátio, novidade desta edição. “Achei essa estrutura ótima”, disse Ana. “A ideia de ter esse lugar para ficar, para se sentar, foi ótima”, reiterou Diniz.

Os amigos Alexandre Diniz, Denise Alves e Ana Pelegrino aprovaram a tenda de 660 metros quadrados

Os amigos Alexandre Diniz, Denise Alves e Ana Pelegrino aprovaram a tenda de 660 metros quadrados

Kátia Rui veio de Tietê com o marido Marco Aurélio e os filhos Carolina e Caio, no domingo, para almoçar. “Conheço a festa há uns 20 anos. Amei esta edição. Almoçamos no (restaurante) EUA e na Coreia do Sul”, contou Kátia.

Também na companhia da família, Simone Maria de Oliveira Matsuzaka veio de São Paulo para curtir a festa pela segunda vez. “Essa festa é demais. Muito legal. Já combinamos de o ano que vem estarmos aqui”, disse.

O professor de educação física Edmir Roberto, de Campinas, que foi ao Engenho acompanhado dos amigos Altair Portes de Almeida, Ricardo Veiga, Isabel Veiga, Álvaro Sobreiro e Angela Sobreiro, visitou vários restaurantes. “O que observei é que todo ano a festa é diferente”, elogiou.

João Batista Alves vai à festa todos os anos, mas como voluntário do Restaurante Piracicaba, cuja renda é destinada para a Pastoral da Criança. Ele também avaliou positivamente a 35ª Festa das Nações. “Todo os anos faço questão se ser voluntário no restaurante Piracicaba. Acho que é o mínimo que podemos fazer para uma ação que vai beneficiar tantas crianças. Faço com muito prazer”, disse.

Rainhas e Guardiões passeiam pelo Engenho Central

Rainhas e Guardiões passeiam pelo Engenho Central

A equipe de voluntários do restaurante Piracicaba conta ainda com Paulo Perches, que atua como tesoureiro. Segundo Perches, a Pastoral da Criança, que é da Diocese, atende em Piracicaba em torno de 7.000 crianças, que são orientadas e assistidas. “A festa aconteceu da forma que esperávamos. O tempo colaborou, o povo colaborou”, afirmou.

A organização da Festa das Nações é sempre um desafio para todos os envolvidos, servidores públicos, instituições, voluntários e terceirizados. A estrutura, que garante o conforto do público, dos colaboradores, é um dos principais pontos e podemos nos orgulhar da que foi planejada e montada neste ano”, avaliou o vice-prefeito e secretário de Governo e Desenvolvimento Econômico, José Antonio de Godoy, .

A 35ª Festa das Nações teve patrocínio Ouro é da Hyundai Motors Brasil; patrocínio Prata da Brahma Extra e Caterpillar Brasil, e Bronze da Ambiental Piracicaba, Arcelor Mittal, CJ do Brasil, Gás Express, Sicredi e OJI Papeis Especiais. O apoio é da Águas do Mirante, Caixa, Coplacana, Elring Klinger, Raízen e Unimed.

As instituições beneficiadas com a Festa das Nações são a AUMA (Associação de Pais e Amigos dos Autistas de Piracicaba), Lions Clube de Piracicaba – Independência, Apaspi (Associação de Pais e Amigos de Surdos de Piracicaba), Grupo Escoteiro São Mario, Associação Síndrome de Down/Espaço Pipa, Escola de Mães Professora Branca Motta de Toledo Sachs, CRAMI (Centro Regional de Registros e Atenção aos Maus Tratos na Infância), Creche Marshlea Dawsey, Associação Atlética Educando pelo Esporte, Centro de Reabilitação Piracicaba, Sociedade de Apoio à Vida Dr. Nelson Meirelles, Sociedade Amigos de Vila Rezende, União Espírita de Piracicaba, Centro Social de Assistência e Cultura São José (Cesac), Fundação Jaime Pereira (Funjape), Pastoral da Criança, Serviço de Apoio ao Adolescente com Medida Sócio Educativa (Seame), Instituto Formar de Aprendizagem Profissional, Casa do Bom Menino, Pasca (Pastoral do Serviço de Caridade) e Associação A Turma do Papai Noel.

Estive à frente das edições da Festa das Nações de 2005 a 2012. E agora em 2017 e 2018. Gostaria de destacar o empenho de todos para que esta festa seja um sucesso, todo os anos. Os voluntários, os membros das intituições, Rainhas e Guardiões, não mediram esforços para oferecer ao público o melhor. Atingimos nosso objetivo e eu só tenho de agradecer às 57 mil pessoas que estiveram no Engenho Central”, afirma Sandra Bonsi Negri, presidente do Fussp.

Eleni Destro

Assessora de imprensa

19 9 9835-8183

elenidestro@hotmail.com

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *